UOL


Trinidad e Tobago, Homem, Mais de 65 anos, Quechua, Assamese, emai:ultramaniacs@ig.com.br


01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005


Dê uma nota para meu blog


 Acervo de filmes para trocas
 JAPAN ACTION
 Reduto do Comodoro
 Viscera
 Pagoda Reborn
 Projeto 365
 BOL - E-mail grátis
 UOL - O melhor conteúdo
 Mochileiros.com
 O Viajante
 Necrofilmes
 Arquivo HQ
 Asian Fury
 Viver e Morrer no Cinema
 Blog do Medina
 Kinocrazy
 Mondo Paura
 Titara´s World
 Erocks
 Lolitas Sanatorium
 Bulhorgia
 Blog do Baiestorf
 Hediondo
 Cineasia
 Cave
 Blog blog blog
 Muitas Abobrinhas
 Demmentia 13
 Uebbemais
 Rabisco
 Impressões Cinéfilas
 Horror and Kung Fu
 Sonykowfax
 Bressonianas
 Universos Cinobibliomusicais
 Zatoichi
 Mad Blog
 Carlos Lira
 Os Jovens Turcos
 Grande Otelo
 Asian Virus
 Anime Comic
 Textos do Ad
 Revista Zingú
 Caminhante Noturno
 Vá e Veja
 Monsenhor
 Palace Hotel
 Boca do Inferno
 My Asian Movies
 Claquete
 Blog de Cinema
 Stravaganza
 Maquinário da Noite
 Museu do Cinema
 Hong Kong Old School
 Os Intocáveis
 Horror Express
 F World
 Setor 8
 A Arca
 Eco Social
 Nocturnia Z
 O Fanático
 Cam. Noturno Games
 Tudo Vintage ou Não
 Rolo de Filme
 Cine Terceiro Mundo
 Contatos Imediatos
 Cine Groove
 Musas
 Age of Asia






O que é isto?
BAKEMON


BREVE NAS LOCADORAS

Ódio
(The Neighbour n.13 - Japão, 2005. Dir Yasuo Inoue), a partir de 22/02

Heroic Trio 2
(Heroic Trio 2: Executioners - Hong Kong 1993. Dir. Johnny To), a partir de 13/03

 

AGORA NA FUNDAÇÃO JAPÃO

Water Boys (Water Boys) - um sessão da tarde dos bons
Dir. Shinobu Yaguchi, 2001, 30/01 (terça) às 19h30 e 01/02 (quinta) às 15h

Verão Negro: Falsa Acusação (Nihon no Kuroi Natsu-Enzai)
Dir. Kei Kumai, 2000, 13/02 (terça) às 19h30 e 15/02 (quinta) às 15h

Castelo de Areia (Suna no Utsuwa)
Dir. Yoshitaro Nomura, 1974, 27/02 (terça) às 19h30 e 01/03 (quinta) às 15h

Desejo Profano (Akai Satsui) - imperdível!!!
Dir. Shohei Imamura, 1964 - 13/03 (terça) às 19h30 e 15/03 (quinta) às 15h

Espaço Cultural – Fundação Japão São Paulo
Av. Paulista, 37 – 1º andar
Lotação: 100 lugares (entrada gratuita)
Acesso para portadores de necessidades especiais



 Escrito por Bakemon às 12h53
[ ]



Comprovado: o filme mais retardado dos últimos tempos! Detalhes aqui.





 Escrito por Bakemon às 12h46
[ ]



Com licença, o sr. Teruo Ishii pede passagem

O primeiro filme do Teruo Ishii que vi foi Sadismo de Shogun 3, um VHS da Top Tape. Lembro que os guias de video da época classificaram-no como lixo puro. Ignorância à parte, confesso que fiquei estarrecido e boquiaberto. Mas não pelas torturas cruéis que resultavam em toneladas de tripas, litros de sangue e as pururucas humanas em forma de um filme — afinal, é normal que se desenvolvam anti-corpos naturais nos glóbulos oculares daqueles que assistem a muitos filmes de terror. Mas fiquei mal ao saber que essas desgraças realmente aconteceram num passado obscuro. Como pode? Enfim, esses dias assisti INFERNO OF TORTURE (1969), mais um exemplar dessa série sádica do maldito Ishii. No filme, uma garota que não consegue pagar o IPVA, IPTU, CPMF, IPI, e o ICMS do shogun e é levada a um prostíbulo sadomasoquista para ser escravizada. Enquanto isso, dois tatuadores querem o título de melhor tatuador-amiguinho do shogun e disputam o corpo da garota para fazerem a tattoo perfeita. Mas enquanto um deles se apaixona pela garota e tenta salvá-la, o outro faz de tudo para vencer o concurso. Como disse, Teruo Ishii pegou mais leve nesse filme, mas nem por isso, deixou de fazer um filme pesado, crítico e demasadamente caricato, provando mais uma vez que seus personagens preferidos são sempre aqueles que estão no lado B da sociedade. Tá afim de um trailer? Confira em http://www.japan-shock.com/infernooftorture.html


Enquanto isso, o verdadeiro Lost em DVD já está nas lojas! Sleestak detona!



 Escrito por Bakemon às 12h47
[ ]



Tony Jaa, está é a sua vida!

Spirited Killer (1994)
Um macumbeiro tailandês é perseguido e morto por camponeses após matar algumas pessoas logo após inventar uma suposta poção Highlander da imortalidade. Cinco anos depois, ele retorna como um guerreiro porra-louca em busca de vingança. Mas quem poderia intervir-vir-vir...? Sim! Ele! Tony Jaa! Um irreconhecível babaca que acorda de uma hora para outra para tentar botar fim na carnificina! Claro que se você espera algo na linha de ONG BAK ou de TOM YUM GOONG a decepção será total. Mas, porra, é o primeiro filme desses caras que dez anos depois nos dariam grandes filmes de porradaria. As lutas são secas e toscas, nada de joelhadas ou voadoras, mas sim um monte de chutes para todos os lados; a produção é simples e os diálogos são bestas. Enfim, só vale mesmo como registro arqueológico.

The Bodyguard (2006)
Se você curte piadas forçadas, repetitivas e apelativas de gosto duvidoso provavelmente vai gostar desse filme. Eu já não tenho tanta paciência. Petchtai Wongkamlao, aquele picareta de ONG BAK e policial de TOM YUM GOONG. Ele é um guarda-costas de um milionário que tenta proteger uma família do ataque de executivos gananciosos. Cenas de ação? Pífias! Uma sucessão de tentativas de copiar o trio Abrahans-Zucker-Zucker (nas gags), Jackie Chan, Sammo Hung e John Woo. Isso sem falar na mensagem social que ficaria melhor na Missa do Galo. Tony Jaa? O cara aparace menos de um minuto! Sacanagem! Propaganda enganosa! Mas só fiquei aliviado mesmo quando não tocou aquela traumatizante música da Whitney Houston durante os créditos... "And I...". Mas é bom me prevenir pois a parte 2 vem aí e, geralmente, eles vêm com o subtitulo de "a vingança", "a revanche" ou algo parecido.


Falando em Whitney Houston... Apresento o antídoto.
Sonzeira braba!



 Escrito por Bakemon às 12h49
[ ]



Um mexicano e um argentino

El Libro de Piedra (Dir. Carlos Taboada, México, 1969)
No IMDB: "eu juro que este deve ser o filme mais assustador que vi em toda minha vida". Uau! Mas confesso que fico um tanto preocupado com esse tipo de comentário, pois é grande a chance dele ter sido escrito por uma tiazinha com medo de baratas logo após postar que GHOST é o melhor filme de todos os tempos. Mas como ouvi falar bem desse filme em outros lugares, não custava tentar. E até que o filme é bem bacana. Silvya é uma garotinha que mora numa mansão e que tem como único amigo um tal de Hugo. O detalhe é que ele é uma inocente estátua localizada à beira de um lago. Mas aos poucos, todos ficam obsecados com a garota e a estátua, quando estranhos acontecimentos se sucedem, levando a crer que o danado realmente ganha vida. Nenhuma novidade, certo? Alguns probleminhas aqui, ingenuidades ali, mas opa, estamos falando de um filme de 1969! Ademais, o filme não perde tempo e mantém o clima bacana e o interesse desde o primeiro minuto até o seu final e ainda tem boas sacadas copiadas milhares de anos depois por POLTERGEIST, PROFECIA, JU-ON e todos esses filmes com crianças com cara de quem foi obrigado a comer quiabo com jiló. Espera-se um remake (mexicano) para este ano.


Nazareno Cruz y el Lobo (Dir. Leonardo Favio, Argentina, 1975)
Diz uma lenda dos gaúchos argentinos que todo sétimo filho torna-se lobisomem durante as luas cheias. E Nazareno é um desses casos, mas graças ao exílio e a proteção de uma bruxa, essa maldição não se consagra. Anos mais tarde, ele retorna ao vilarejo onde nasceu e se apaxiona por uma bela garota. Tempos depois, recebe a visita do satanás (sim!) em pessoa que relembra que ele é o lobisomem!! E como tal, teria que honrar a profissão! A partir daí, a coisa desanda para aquela coisa toda de um amor proibido entre uma gata e um lobo, enquanto ele é caçado impiedosamente pelos moradores. O filme tem alguns momentos surreais e encenado como um teatro, lembrando um pouco Jodô e Abarral. Mas em outros é pura chatice romântica com aqueles tórridos beijos em cachoeiras, e para piorar, de fundo, rola uma interminável música melada que provavelmente foi usada em algum comercial de sabonete estrelada por Sophia Loren correndo em câmera lenta em uma praia com um belo pôr-do-sol. Nada que o botão "pular" capítulo não resolva.



 Escrito por Bakemon às 12h54
[ ]



Bakemon recomenda

FEAST (EUA, 2005. Dir John Gulager). Em breve nas locadoras.



Num bar empoeirado no meio do deserto americano, alguns jogam sinuca, outros bebem cerveja e esperam o tempo passar num marasmo inquietante. De repente, entra um cara ensaguentado e desesperado...
— Eu não sei o que eles são.
— Eu não seu de onde vêm.
— Tudo o que sei é que esses desgraçados são rápidos, malvados e estão famintos.
— E são quatro deles.
— Eles têm garras tipo facas Ginsu e mais dentes que uma serra elétrica.
— E eles estão vindo. Agora mesmo!
E assim começa a comilança!

Enquanto isso, como o próprio títilo diz.. Stop! Stop! Stop! Eject! Eject! Eject!

Rest Stop (EUA, 2006. Dir. John Shiban)
Heartstopper (EUA, 2006. Dir. Bob Keen)



 Escrito por Bakemon às 12h56
[ ]



Estou de volta! Um 2007 tesão para todos!

E sim!!! Nada melhor que começar o ano com o pé direito, ou melhor, com o filme certo para desmumificar o DVD. Estou falando do tailandês TEARS OF THE BLACK TIGER. Um western-spaghetti-curry-apimentado onde qualquer superlativo se torna pouco diante da sua grandeza. Com um visual destruidor, o filme parece pintado a mão com suas saturações, tons cítricos e pastéis, que faz lembrar aquelas fotos da vovó em preto e branco colorizadas artificialmente, tudo isso moldado numa trilha sonora que mistura charleston, Enio Morricone e música folclórica tailandesa. Alucinante e instigante do começo ao fim, não economiza no sangue e nos miolos para açougueiro nenhum botar defeito. Uma delícia! O filme atira para todos os lados, atingindo em cheio nossos sentidos, num desfile interminável de situações absurdas e viciantes onde não temos para onde fugir, apenas respirar fundo e esperar a próxima sequência fodidamente mirabolante. A história? Uma dondoca, filha de um governador, se apaixona por Dum (Black Tiger), um destemido pistoleiro fora-da-lei. O problema é que ela foi prometida em casamento para um xerife cuja missão é justamente eliminar Dum e seu bando. Melecamente açucarado? Sim. Mas propositadamente na medida certa. Depois de todas essas doses, podia jurar que vi em algum momento do filme Tony Jaa e Giuliano Gemma se duelando enquanto Van Gogh pintava mais um de seus quadros em meio a uma plantação de girassóis alucinógenos. Play again!



 Escrito por Bakemon às 12h34
[ ]



[ ver mensagens anteriores ]