UOL


Trinidad e Tobago, Homem, Mais de 65 anos, Quechua, Assamese, emai:ultramaniacs@ig.com.br


01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005


Dê uma nota para meu blog


 Acervo de filmes para trocas
 JAPAN ACTION
 Reduto do Comodoro
 Viscera
 Pagoda Reborn
 Projeto 365
 BOL - E-mail grátis
 UOL - O melhor conteúdo
 Mochileiros.com
 O Viajante
 Necrofilmes
 Arquivo HQ
 Asian Fury
 Viver e Morrer no Cinema
 Blog do Medina
 Kinocrazy
 Mondo Paura
 Titara´s World
 Erocks
 Lolitas Sanatorium
 Bulhorgia
 Blog do Baiestorf
 Hediondo
 Cineasia
 Cave
 Blog blog blog
 Muitas Abobrinhas
 Demmentia 13
 Uebbemais
 Rabisco
 Impressões Cinéfilas
 Horror and Kung Fu
 Sonykowfax
 Bressonianas
 Universos Cinobibliomusicais
 Zatoichi
 Mad Blog
 Carlos Lira
 Os Jovens Turcos
 Grande Otelo
 Asian Virus
 Anime Comic
 Textos do Ad
 Revista Zingú
 Caminhante Noturno
 Vá e Veja
 Monsenhor
 Palace Hotel
 Boca do Inferno
 My Asian Movies
 Claquete
 Blog de Cinema
 Stravaganza
 Maquinário da Noite
 Museu do Cinema
 Hong Kong Old School
 Os Intocáveis
 Horror Express
 F World
 Setor 8
 A Arca
 Eco Social
 Nocturnia Z
 O Fanático
 Cam. Noturno Games
 Tudo Vintage ou Não
 Rolo de Filme
 Cine Terceiro Mundo
 Contatos Imediatos
 Cine Groove
 Musas
 Age of Asia






O que é isto?
BAKEMON


Shaolin vs Evil Dead - Nem Gordon Liu salva!

Há tempos que estava de olho neste filme, mas sempre na hora de comprar algo me dizia: "bicho, esse filme é uma roubada. Compra o DVD do Chaves!". E assim foi, até completar a coleção do chapolin colorado. Aí não teve jeito. Apareceu uma oportunidade de rôlo e peguei o filme. E o que posso dizer? A voz estava certa!!! Como a voz da sabedoria da minha mãe: "Vai estudar, moleque vagabundo!". O filme é uma lástima do começo ao fim! O que esperar de um filme onde os mortos caminham com pulinhos feito cangurus ou onde zumbis são mortos com um feitiço à base de xixi de crianças virgens? Gordon Liu, meu caro, sujou a barra para você. Sair de KILL BILL de cabeça erguida e se meter nessa? Tá bom, tá bom, talvez o filme tenha sido feito para o público infantil, mas já vi episódios do Teletubbies com mais ação. No filme, sr. Gordon é um mestre shaolin que leva um grupo de mortos (com seus pulinhos ridículos) para seus devidos túmulos e, assim, ressuscitarem (como cangurus?). No caminho, ele e seus atrapalhados discípulos se metem em confusão ao encontrar zumbis, antigos rivais, crianças possuídas etc. Shaolin vs Evil Dead 2? Tô fora! Ouça a voz da sabedoria!



 Escrito por Bakemon às 12h37
[ ]



Dois terror chilenos + Turistas

Mais que analisar a qualidade desses filmes e tentar imaginar porquê nós não produzimos nada de terror, é interessante notar que essas produções têm até o apoio do governo chileno (cada país tem o Gilberto Gil que merece). Os dois filmes foram dirigidos por Jorge Olguín, que está finalizando seu mais recente trabalho produzido por ninguem menos que Guillermo del Toro, CALEUCHE: EL LLAMADO DEL MAR. Enquanto isso, a única referência de terror — tirando os bravos e corajosos filmes ultra independentes — é a produção americana TURISTAS, que foi filmada no Rio de Janeiro e que promete dar o que falar. Homer Simpson que o diga!

Angel Negro (2000)
Durante uma festa de formatura, uma garota nerd se suicida após bullying. Dez anos depois, os envolvidos morrem um a uma em sangrentas mortes. Meio slasher, meio CARRIE. Distribuído nos EUA pela Troma.

Sangue Eterno (2002)
Fãs góticos de um jogo de RPG sobre vampiros se dão mal quando encontram verdadeiros dentuços sanguessugas em plena Santiago! Caraaaaaajo! Produção profissa com uma excelente trilha sonora. Disponível nas locadoras.

Pra finalizar, lembrei da justificativa de Eli Roth, quando foi criticado por mostrar uma visão caricata do leste europeu em HOSTEL. Ele falou que isso era, na verdade, uma crítica diante da visão ignorante que os jovens americanos tinham em relação aos outros países. Será que isso também vale a TURISTAS?



 Escrito por Bakemon às 13h04
[ ]



DOIS DOCUMENTÁRIOS

Uma verdade incoveniente
Não costumo dar bola para políticos, a não ser quando quero ouvir alguma piada e dessa forma, rir e chorar ao mesmo tempo. Mas acho que não é um bom sinal quando um desses filhos-da-puta resolve se preocupar com o meio ambiente. Isso quer dizer que o negócio está feio mesmo. Marketing? Pode ser. Mas não é preciso ter o DNA do Einstein para sentir que estamos no caminho errado. Neste documentário, o ex-futuro presidente dos EUA, Al Gore, retrata de forma clara e didática o tal do aquecimento global que está nos tranformando em verdadeiras pururucas humanas. Os dados são destruidores, mas mais desanimador ainda é saber que mesmo com todo esse alarme, pouco se faz para tentar reverter o caso. Enquanto isso, nosso imperador continua liberando a devastação da amazônia e do pantanal para a soja (e agora milho) transgênica...

A corporação
Este documentário não traz muitas novidades em relação às atitudes suspeitas das grandes corporações. Afinal, já sabemes de longa data que são conglomerados onde ética e interesse social se traduzem em uma linguagem lucartiva do tipo: "hei, mas o que e quanto vamos ganhar com isso?". Entrevistas com jornalistas, ex-diretores e CEOs de empresas podem soar elucidativas, mas principalmente confirmam a tese que são um bando de desgraçados a serviço de acionistas sanguinários. Mas o grande barato é a comparação que os realizadores fazem dessas empresas com os psicopatas, onde listam um a um seus principais sintomas. Retardados mentais com disfunções comportamentais onde enxergam unicamente o benefício e o sadismo (lucro) próprio.



 Escrito por Bakemon às 13h20
[ ]



Viscera
Sr. Heráclito Maia está de casa nova. Depois do Desforra (RIP), agora explora novos ares em VISCERA, onde expões as entranhas de filmes classudos; "algo mais" das mulheredas e também dicas de sopros sonoros. Confira aqui!


Little Ramonas


Semana passada recebi um email perguntando se os Ramones realmente participaram do filme japonês LINDA LINDA LINDA que estava em cartaz no 14º Festival Mix Brasil. Dúvida que aumentou depois que o evento citou essa participação na resenha do filme. A resposta está aí em baixo. Com Joe, Dee Dee e Johnny fazendo uma turné pelo universo restou a figuração para uns feiosos que ficaram mais para Massacration do que para Ramones.


Meu final de semana bem acompanhado ouvindo Bob Dylan


O triunfo nosso de cada ano!



 Escrito por Bakemon às 12h56
[ ]



Muito além de Hollywood...

Nollywood, a indústria cinematográfica da Nigéria. Dizem que é a terceira potência em termos de quantidade de filmes lançados anualmente. Atrás somente da imbatível Bollywood e de Hollywood. Porra! Tenho que assistir algum filme desses insanos nigerianos! Assim, pesquisei, pesquisei e consegui esses dois filmes malucos que, creio eu, mostram bem que tipo de filmes são feitos por lá. Tudo meio amador, desde a iluminação, produção, som vácuo dolby, atores e uma trilha sonora breguíssima e interminável que faria a mais ardorosa fã de Richard Clayderman passar raiva. Isso sem falar num inglês com um sotaque indecifrável que mais parece minha vó falando russo!!! A linguagem é de folhetim puro. Traições, corrupção, intrigas, blá-blá-blá. Mas cara, numa boa, tudo muito mais divertido que muitos filmes por aí. A seguir, breve resenha dos filmes assistidos.

BANDIT QUEEN. Uma garota é estuprada durante uma entrevista de trabalho por um rico empresário e o desgraçado ainda se faz de vítima e a coloca na cadeia ao acusá-la de roubar seu rolex. Ao ser libertada, ela resolve se vingar e parte para uma sangrenta jornada!!!

GHOST: THE END OF THE LIVING DEAD. Não, não é mais um filme do Titio Romero. Aqui, o representante de um vilarejo é assassinado após intrigas entre o chefe do povoado, companhias de petróleo e governantes corruptos. Como fantasma tem a chance de colocar os responsáveis na cadeia com a ajuda de uma garota que tem o poder de enxergar fantasmas!!! Alguém disse GHOST por aí?



 Escrito por Bakemon às 12h42
[ ]



Um no DVD e outro nos cinemas

CITY OF VIOLENCE
(Jjakpae; Coréia do Sul, 2006. Dir. Ryoo Seung-wan)
Tae Soo é um daqueles policiais que leram 20 vezes o manual "Como não fazer amigos e influenciar pessoas, por Dirty Harry". Ele volta à sua cidade natal ao saber que seu amigo de infância havia sido morto por gangsters. E junto com Suk-Hwan, outro amigo igualmente folgado e estressado, partem para a vingança. Sim, a história é batida. Sim, tem um pouco de humor bobinho. A montagem é modernosa; as cores são vibrantes. E daí? Os vinte minutos finais onde os dois partem pra cima da gangue são alucinantes e movidos a quinta marcha com tração nas quatro rodas. Nada de kung fu estilo Matrix ou de piruetas a la Jackie Chan. Mas sim, muita pancadaria das boas. Para ambientar tudo isso, uma trilha sonora que, ès vezes lembra Enio Morricone e outras vezes aquele vazio preenchido pelo som das lâminas se chocando ou cortando o ar, a carne e os ossos. Ou seja, uma festança anárquica e sangrenta que faria Terence Hill e Bud Spencer pensar: "caralho, mas por que não nos convidaram para essa festa?".

JOGOS MORTAIS III
(Saw III; EUA, 2006. Dir. Darren Bousman)
Mortes brutais e muita violência gratuita: carne humana voando pra todo lado, video-aula de como fazer uma operação no cérebro, porcos podres sendo triturados junto com as larvas etc. Se você se delicia com esses ingredientes que nunca estariam numa receita da Dona Ofélia não pode perder o filme. Mas se você quer algo mais, esqueça. É que o filme continua refém da primeira parte com todas aquela coisa de final inesperado e tudo mais que fica tudo meio forçado. Parece que o filme foi escrito de trás para frente para justamente ter aquele final impactante. Mas Bakemon gostou ao ver que os filmes de terror americanos estão voltando a serem sangrentos e sádicos. A única realmente coisa pecaminosa foi a terrível capacidade de colocar um pouco de humanidade, compaixão, sermão do Papa e moralismo. Uma atitude foda-se! e vamos quebrar e destruir tudo e a todos seria mais bacana.



 Escrito por Bakemon às 12h48
[ ]



BAKEMON NA SAIDERA DA MOSTRA

NOSSA, EU FILMEI ISSO!
(Awesome, I Fuckin´Shot That!; EUA, 2006. Dir. Nathanael Hornblower)
Em 2004, durante um show em Nova York, os Beastie Boys distribuiram 50 câmeras aos fãs para filmarem o show. Este filme é exatamente o registro dessa loucura democrática. Além dos sons, o que ficou bem legal são aqueles efeitos especiais bregas de handycams, que não mão dos caras, ficaram dez! E, como não poderia deixar de ser, o momento mais arrepiante é quando eles tocam "Sabotage", dedicando a música ao George W. Bush.

BABEL (foto)
(EUA, 2006. Dir. Alejandro González Iñarritu)
Vocês já devem ter assistido aqueles filmes onde personagens distintos se encontram em algum ponto de um filme. É mais ou menos isso que acontece neste filme, mas aqui são as atitude das pessoas que se encontram de alguma forma gerando consequências terríveis. Ou seja, uma merda que você faz por aqui pode acarretar alguma desgraça do outro lado do mundo, e assim por diante. É o tal mundo globalizado. Um filme sensacional que merece uma conferida. E não percam de vista de forma alguma o monstro cabeludo!!!!! Siiiiiiiiiiiiiiiiiimmmmm!!!!!!!!

É isso aí! Chega de Mostra por esse ano! Voltaremos em breve com a programação normal.



 Escrito por Bakemon às 12h41
[ ]



BAKEMON NA MOSTRA

LUZES NA ESCURIDÃO
(Laitakaupungin Valot; Finlândia/Alemanha/França, 2006. Dir. Aki Kaurismaki)
O que parecia ser uma coisa meio Kafka meio Dostoiévsky, ficou mesmo no meio muzzarela, meio calabresa requentado... Um vigilante bundão se apaixona por uma garota. Ela, por sua vez, usa o cara como um objeto para fazer um roubo. E o cara, em nome de um coração solitário, se mantém passivo. Chato, chato... Não é que faltou um pouco de orégano e assar melhor a massa, o problema é o aliche. E odeio aliche! Ou seja, ficar vendo um bundão o filme inteiro não faz meu gênero.

DIA NOITE, DIA NOITE
(Day Night, Day Night; EUA, 2006. Dir. Julia Loktev)
As últimas horas de uma garota que se prepara para destruir Times Square como uma mulher-bomba. Só fiquei até o final em respeito à diretora que estava por lá e para saber se a garota iria ou não explodir a bagaça. Apesar de ser um registro interessante sobre como agem os terroristas nos states, o filme foi uma tortura interminável onde os minutos custavam a passar pois tudo foi milimetricamente detalhado. Mas será que não foi isso que ela quis realmente passar? Talvez.

ANDANDO EM MÁ COMPANHIA
(Bu Fa Fen Zi; China, 2006. Dir. Han Jie)
Três delinqüentes vivem aprontando num pequeno vilarejo. Mas ao quebrar a cara de um jovem eles resolvem fugir e curtir a estrada a maneira deles. Nada demais. Mas, porra! Depois de tantos filmes parados, precisava de um pouco de porrada, morte, desgraça e sexo. Após estar quase me transformando em Mum-Ha me senti vivo novamente.

MEZCAL (foto)
(México, 2006. Dir. Ignacio Ortiz)
Numa cidadezinha mexicana empoeirada e ignorada pelos mapas, alguns personagens se encontram num bar para conversar e outros para acertar as contas do passado enquanto bebem mezcal, uma bebida alucinógena. Surrealismo e fantasia se encontram neste bacaníssimo filme. Talvez uma frase, que destrói qualquer teoria cyber a la Matrix, explique melhor o filme: "só estou aqui pois alguém está sonhando comigo. O problema é que quem está sonhando comigo, é um filho-da-puta bêbado que não quer acordar". Se não é uma tequila em uma praia mexicana, é pelo menos um mezcal num cinema empoeirado.

BELLE TOUJOURS - SEMPRE BELA
(Belle Toujours; Portugal/França, 2006. Dir. Manoel de Oliveira)
A Bela da Tarde 2: A Revanche. Os personagens Séverine e Husson se encontram 40 anos após A BELA DA TARDE. A primeira tenta encontrar algumas respostas do passado tumultuado; já o segundo busca reviver aqueles bons tempos. Grande filme com um show de direção — as cenas finais do jantar de reencontro é um espetáculo. Não sei qual dos dois é o melhor; acho que o tempo se encarregará de responder isso.



 Escrito por Bakemon às 11h47
[ ]



[ ver mensagens anteriores ]