UOL


Trinidad e Tobago, Homem, Mais de 65 anos, Quechua, Assamese, emai:ultramaniacs@ig.com.br


01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005


Dê uma nota para meu blog


 Acervo de filmes para trocas
 JAPAN ACTION
 Reduto do Comodoro
 Viscera
 Pagoda Reborn
 Projeto 365
 BOL - E-mail grátis
 UOL - O melhor conteúdo
 Mochileiros.com
 O Viajante
 Necrofilmes
 Arquivo HQ
 Asian Fury
 Viver e Morrer no Cinema
 Blog do Medina
 Kinocrazy
 Mondo Paura
 Titara´s World
 Erocks
 Lolitas Sanatorium
 Bulhorgia
 Blog do Baiestorf
 Hediondo
 Cineasia
 Cave
 Blog blog blog
 Muitas Abobrinhas
 Demmentia 13
 Uebbemais
 Rabisco
 Impressões Cinéfilas
 Horror and Kung Fu
 Sonykowfax
 Bressonianas
 Universos Cinobibliomusicais
 Zatoichi
 Mad Blog
 Carlos Lira
 Os Jovens Turcos
 Grande Otelo
 Asian Virus
 Anime Comic
 Textos do Ad
 Revista Zingú
 Caminhante Noturno
 Vá e Veja
 Monsenhor
 Palace Hotel
 Boca do Inferno
 My Asian Movies
 Claquete
 Blog de Cinema
 Stravaganza
 Maquinário da Noite
 Museu do Cinema
 Hong Kong Old School
 Os Intocáveis
 Horror Express
 F World
 Setor 8
 A Arca
 Eco Social
 Nocturnia Z
 O Fanático
 Cam. Noturno Games
 Tudo Vintage ou Não
 Rolo de Filme
 Cine Terceiro Mundo
 Contatos Imediatos
 Cine Groove
 Musas
 Age of Asia






O que é isto?
BAKEMON


Paciência tem limite

O que você diria de um filme de cerca de 2 horas, onde 90% do tempo nada acontece e nos 10% finais, desse nada surgem as desgraças mais brutais que levam os personagens ao mais completo desespero? Estou falando de TWENTYNINE PALMS, do francês Bruno Dumont. O filme é sobre um casal que viaja ao condado de Twentynine Palms no deserto da Califórnia. Um lugar onde predomina o deserto e alguns motéis empoeirados. Lá, ficam rodando com um jipe pra lá e pra cá deslumbrando a paisagem árida em meio a discussões estúpidas que surgem do nada, no melhor estilo neurose feminina (se você é homem vai entender do que estou falando), seguidas de trepadas selvagens num verdadeiro exercício de dor e de prazer. Até aí, o filme chega a ser irritante. A câmera percorre tudo isso de maneira estática e com uma edição lenta, e a trilha sonora, além do som dos ventos rasgando o deserto, é apenas uma ridícula musiquinha country cantada em francês. Mas o que interessa mesmo são os 10% finais, onde o diretor mostra que tudo tem limite, incluindo aí paciência de um homem. É inesperado, é brutal, é traumatizante e é foda - literalmente! É um filme que vai do zero ao cem, do nada ao tudo, da vida à morte. Por isso mesmo, é um típico filme 8 ou 80. Extremos do nada...

RIP
Valeu, Piggy... O Rrroooaaarrr! do Voivod estará sempre ecoando em nossas cabeças...



 Escrito por Bakemon às 11h12
[ ]



Mamãe, eu quero!!!

- JIGOKU RAMPO, diversos, Japão
- FIRST CONTACT, de Katsuhito Ishii, Japão
- Ashurajo, de Yojiro Takita, Japão
- KYOSHIN, de Sogo Ishii, Japão
- BATTLE IN HEAVEN, de Carlos Reygadas, México
- CELLO, de Sung Hyun-Ah, Coréia do Sul



 Escrito por Bakemon às 14h04
[ ]



UM POUCO DE PACIÊNCIA, ELES ESTÃO CHEGANDO NA SUA LOCADORA...

O ASSASSINO DA FURADEIRA (The Driller Killer, EUA 1979). Dir. Abel Ferrara - Aurora/setembro
HIROSHIMA MON AMOUR (idem, França, 1959). Dir. Alain Resnais - Aurora/setembro
O GUIA DO MOCHILEIRO DAS GALÁXIAS (The Hitchhiker´s Guide to the Galaxy, EUA/Inglaterra, 2005). Dir. Garth Jennings - Buena Vista/05 de outubro
JOGO SUBTERRÂNEAO (Brasil, 2005). Dir. Roberto Gervitz - Buena Vista/1º de setembro
TEMPO DE MASSACRE (Tempo di Massacro, Italia 1966). Dir Lucio Fulci - CineArt/setembro
MAR ADENTRO (idem, Espanha, 2004). Dir. Alejandro Amenábar - Fox/1º de setembro
MARIA CHEIA DE GRAÇA (Maria Full of Grace, EUA/Colombia, 2004). Dir. Joshua Marston - Imagem/9 de setembro
SHIN CHAN (idem, Japão). Vários - Imagem/15 de setembro
NICOTINA (idem, México, 2003). Dir. Hugo Rodriguez - Paris Filmes/2ª quinzena de setembro
VISÕES (The Eye 2, Hong Kong/Tailândia, 2004). Dir Pang Brothers - Playarte/6 de setembro
O COMANDO 10 DE NAVARONE (Force 10 From Navarone, Inglaterra, 1978). Dir Guy Hamilton - Sony/setembro
CLUBE DOS CINCO (The Breakfast Club, EUA 1985). Dir John Hughes - Universla/outubro

Fonte: revista Ver Video/agosto 2005



 Escrito por Bakemon às 13h16
[ ]



NÃO É PAPO-FURADO DE ELEVADOR

Dois desconhecidos — um tiozinho e uma tiazinha — estão tranquilamente dentro de um elevador em sua breve viagem até o andar térreo de um arranha-céu. Ao parar em um dos andares no meio do caminho um segurança do prédio entra todo banhado de sangue com uma faca na mão. Imediatamente, cancela a descida e coloca o elevador rumo aos andares superiores novamente. Desesperado, ele alega que terríveis monstros estão dizimando a todos e que o elevador seria o local mais seguro do prédio e que no último andar estariam longe das pragas. O medo incial dos tios, é que o cara fosse só um maluco que fez alguma merda e está tentando fugir. Aos poucos ele vai convencendo os dois que algo realmente estranho está rolando lá fora. Mas ao desenrolar da situação, um começa a desconfiar do outro e suspeitam que o mal está dentro do próprio elevador e que o tal "monstro" seria um deles!!! Mas para onde ir? Do que eles estão fugindo? Há mesmo monstros lá fora? Ou dentro? Agh!!!!!!
Estou falando de ELEVATED, excelente curta de Vincenzo Natali de 20 minutos realizado em 1997 (um ano antes de fazer o CUBO). Natali usa basicamente os ingredientes que fizeram de Cubo um grande filme: estar preso em um espaço claustrofóbico onde o único clima que se espalha pelo ar é o da dúvida constante. É só vinte minutinhos, mas vale muito mais que muitos filmes de duas horas que se fazem hoje em dia...

ALGUNS FILMES QUE ME DECEPCIONARAM...
UM POUCO: NOWHERE TO HIDE
Muito se falou sobre esse filme. O filme até oferece momentos interessantes principalmente pela ousadia visual, com edições, pauses, intervenções gráficas e essas coisas, mas nada muuuuuuito inovador. O que estraga o filme é o roteiro: arrastado e manjado... Um grupo de policias tentam capturam um assassino, mas de alguma forma ele sempre consegue escapar...

MUITO: INITIAL D: MOVIE
Essa adaptação do anime é totalmente sem graça. Talvez as piadas funcionem no anime ou no mangá, mas no filme... Personagens idem, ação idem. Esperava mais até da direção, movimentos das câmeras, enquandramentos e essas coisas, mas até nisso o filme fica no feijão com arroz. O filme é sobre duas familias que encontram nos rachas uma razão para um gozar o outro. A coisa muda quando chegar um corredor profissional...

MUITO: A ILHA
Este filme tem dois momentos. O primeiro é super bacana. É quando nos é apresentado o tal mundo onde vivem os clones que sonham ser sorteados para irem a tal ilha. O ambiente lembra até George Orwell em 1984, só que mais futurista. Mas o segundo momento desanda quando dois deles escapam e descobrem o mundo real. O problema é o uso daquela mesma fórmula irritante: um homem e uma mulher que não sabem de nada com idade mental de moleques de 15 anos são perseguidos pelos melhores agentes do mundo, mas eles sempre conseguem escapar graças a uma dose de sorte e incompetência dos agentes. Até a questão da clonagem, que poderia trazer um pouco de conteúdo ao filme se perde no discurso imperialista do Tio Sam. Só se salva mesmo a maravilhosa Scarlett Johansson e Steve Buscemi (excelente como sempre).

Será que estou muito exigente?



 Escrito por Bakemon às 12h42
[ ]



Dois tsunamis tailandeses

Beautiful Boxer
Parinya é um cara que desde garotinho deixou seu lado feminino falar mais alto. Mas um dia o destino fez com que ele entrasse num ringue como Nong Toom e mostrasse todo seu talento de kickboxer. Tomou gosto pela coisa e pela grana que ganhou e entrou para um seleto grupo de lutadores aprendizes. Seu treinador logo percebeu suas qualidades e o colocou para participar de competições em uma liga amadora. Se tornou invencível e sua popularidade aumentava a cada luta até entrar para a liga profissional. Ao mesmo tempo, não esquecia seu lado feminino. Um dia, seu treinador o pegou em flagra enquanto se maquiava. Mas ao invés de puní-lo, teve uma idéia: deixá-lo entrar nos ringues no melhor estilo drag-queen. Isso fez dele uma piada, mas apesar disso, continuava imbatível e sua fama continuava aumentando e rompendo fronteiras. Essa é a história real desse lutador "confuso" Parinya, transformada em um belo filme com algumas doses de porrada e de humor. E digo uma coisa: apesar da bichice, o cara mandar ver mesmo! Joelhada pra cá, joelhada pra lá... Até mesmo de salto alto! Vale uma espiada.

Born To Fight
Quem nunca sonhou em assistir a um filme onde o blá-blá-blá estivesse em segundo plano, deixando a pancadaria correr solta? Nesse filme (se não me falha a memória dos mesmos roteiristas de ONG BAK) seus desejos são atendidos quase que totalmente. É realmente impressionante! O filme é sobre um grupo de esportistas, que num gesto de bondade, resolve levar brinquedos, comida, roupas etc aos moradores de um pobre vilarejo. Muita festa, alegria e solidariedade para todos. Até a hora em que um grupo terrorista aparece e traz violência e sangue a todos. Depois de dizimar metade da vila, fazem os sobreviventes de refém. Em troca, eles pedem ao governo a libertação do chefe do grupo que havia sido preso dias atrás. Mas o sangue dos moradores ferve e eles resolvem partir pra cima. A partir daí sai de baixo! É pancadaria sem parar! Num vale-tudo inacreditável os terroristas são atacados sem piedade por todos: garotinhas lutadoras de muay-thai, jogadores de futebol que usam tudo que encontram pela frente como bola para acertar a todos (Shaolin Soccer???), ginastas que usam suas técnicas tipo triplo-twist-carpado para chutes certeiros etc etc. Não pára! É assim até o fim. Sério! A mensagem moralista do filme não passa de bullshit nacionalista, mas o filme vale pela ação incessante, que muitas vezes transitam entre o engraçado e o pirotécnico, tudo sem frescuras e efeitos especiais.



 Escrito por Bakemon às 11h24
[ ]



Links e links

Asiacinema
Mais um site de cinema asiático foi inaugurado, o Asiacinema. Faça uma visita e baixe filmes, trailers e leia sinopses, artigos, entrevistas etc. Bakemon está dando uma força escrevendo algumas coisinhas por lá (só espero que isso não estrague o site!!!). Parabéns ao camarada Luiz Gustavo pela iniciativa e vida longa ao Asiacinema! -> www.asiacinema.cjb.net

Titara´s World
Confira entre outras coisas os clássicos da Sessão da Tarde. Bakemon assina embaixo! -> http://titarabarros.multiply.com/



 Escrito por Bakemon às 11h27
[ ]



Algumas notícias

Às vezes, quando estou andando na rua, me sinto atraído por uma pilha de DVDs. Sábado passado, Bakemon viu um monte de DVDs por R$ 9,90. E no meio de muitos filmes pornôs e produções baratas, encontrei um filme chamado COMBATE MORTAL e, logo abaixo do título uma frase: "o legendário mestre das artes marciais Sonny Chiba". Era o KARATE BULLFIGHTER, lançado por aqui nos anos 80 como OYAMA - CAMPEÃO DA MORTE. Infelizmente é a versão dublada em inglês com alguns cortes, mas o interessante é que está num widescreen extremo. A imagem é razoável. Mas por R$ 9,90 tá bom demais.

Semana passada li no jornal que o Walter Salles dirigirá a adaptação cinematográfica de um dos meus livros preferidos, "On the Road", do grande Jack Kerouac. Há quase 10 anos que escuto esse rumor. Na primeira vez, boatos diziam que Francis Ford Coppola iria produzir o filme com Johnny Deep no elenco. Agora vamos ver no que vai dar.

Está sendo produzido um curta de meia hora em 3DE de Godzilla. Nele, o gigante enfrentará novamente Hedorah, o monstro da poluição. Bakemon ouviu falar que umas das cenas será filmada nas cataratas do Iguaçu. Se o assunto é poluição, acho que as cenas ficariam melhor por aqui mesmo, às margens do rio Tietê.



 Escrito por Bakemon às 12h24
[ ]



RIP

Porra! Fiquei sabendo agora que no último dia 12, o gênio maldito Teruo Ishii foi derrotado pelo câncer de pulmão e nos deixou... O cara tinha 81 anos. Seu último filme foi BLIND BEAST VS DWARF, de 2001. Com certeza, o cinema está mais bunda com essa perda. Mas por aqui, continuaremos nos divertindo com as desgraceiras deixadas por ele! Valeu, Ishii!



 Escrito por Bakemon às 12h59
[ ]



Chiaki Kiriyama 1

Bakemon nunca foi muito fã de Steven Seagal, mas OPERAÇÃO SOL NASCENTE (Into the Sun), chamou minha atenção pela presença da Chiaki Kuriyama e sua temática. E graças ao camarada Maurício, pude conferir ao filme (valeu, cara!). Mas duas decepções: primeiro, a participação da Go-go é mínima! Apenas alguns segundos numa cena onde um governador faz um discurso, depois puh! Tchau. O segundo já era de se esperar: o filme é fraco. Aqui vai a história, bem manjada: uma aliança entre uma nova geração da yakuza e os Tong (máfia chinesa) é formada para inicar uma mega operação de tráfico de heroína. E, como sempre, os EUA enxergam nessa parceria uma terrível ameaça a Bushlândia (lembre-se: o filme é ambientado no Japão) e convoca um salvador da pátria para desmascarar os traficantes. Quem poderia ser? Sim! Ele, Steven Seagal! Típico ex-agente do governo dos EUA mal-humorado que vive no Japão e que promete a uma linda garota que essa seria sua última missão, e que logo depois, se casariam. Quanta novidade, não? A única coisa interessante no filme (fora as mulheres, muito bem escolhidas, por sinal), é ver como Seagal (que também é produtor do filme), trata a yakuza: uma instituição imponente, honrada que respeita seus códigos e, pior, não como vilões históricos da sociedade japonesa. Tá bom...

Chiaki Kiriyama 2
Falando nela novamente, Bakemon finalmente assistiu AZUMI 2 - DEATH OR LOVE. Fiquei com água na boca assim que li os comentários do camarada Takeo (Asian Fury) meses atrás. Afinal, é sempre muito agradável ver gatinhas destroçando tudo e a todos que passam pela frente. Aqui quem manda ver além da Aya Ueto é a nossa Go-Go. Quem curtiu a primeira versão, pode assistir essa segunda parte sem medo. Novamente, muita traição, vilões sanguinários e, principalmente, sangue! O filme mostra um grupo de vingadores (incluindo a Azumi) que tenta trazer a paz enfrentando um poderoso clã. Nem é preciso dizer da tradicional deixa para a terceira aventura... Tomara!



 Escrito por Bakemon às 11h25
[ ]



Coisa de gente fina!

Muita gente feia (com exceção de uma loira maravilhosa)! Sim, sujeitos horríveis, sujos, nojentos, fedidos, mal-educados vivendo em buracos empoeirados infestados por moscas no meio de um sol escaldante em algum buraco do deserto americano. Esse é o ambiente criado por Rob Zombie para seu segundo filme THE DEVIL REJECTS (Os Rejeitados do Diabo). Claro que com esses ingredientes de primeira qualidade, só poderia resultar um grande filme. Seu filme anterior, A CASA DOS MIL CORPOS foi legalzinho, mas esse aqui é bem melhor. Zombie investe em tons mais sombrios e personagens mais elaborados. Nada de universitários-que-partem-para-umas-férias-à-beira-do-lago. Apenas uma família de assassinos carniceiros liderados por um sujeito com a cara pintada do palhaço Capitão Spaulding. Eles tentam fugir de um xerife atormentado e fã de Elvis Presley! Aliás, todos os policiais se paracem com Elvis! E, aos ingredientes já citados, soma-se muita mulher pelada, motéis sujos à beira da estrada, boates com strippers decadentes, miolos e sangue a vontade. Não poderia ser melhor. É Zombie desfilando toda sua elegância e influência da música, dos filmes velhos, dos quadrinhos etc. E, para fechar o filme com chave de ouro, ainda tem um final triunfal, hipnótico e deslumbrante ao som do hino "Freebird" do Lynyrd Skynyrd. Repito: não poderia ser melhor.



 Escrito por Bakemon às 12h31
[ ]



Alguns filmes...

Muita correria, mas Bakemon arruma um tempinho para relatar alguns dos filmes asssitidos. É rapidinho...

CLOSER
Rainha Amidala, ou melhor, Natalie Portman detona! Por de trás daquela pintinha no rosto se esconde verdadeiras maravilhas. Confira com seus próprios olhos e entenda do que estou falando. Já o filme é fraco. Depois de tanta falação esperava mais do filme. Uma bobagem com dois chorões, duas gatas e suas idas e vindas em relacionamentos turbulentos.

IRMANDADE DA GUERRA (TAE GUK GI)
Esse filme sul coreano tenta ser um filme de guerra. Tudo bem. O problema é que se parece com tantos outros que já vi, especialmente O RESGATE DO SOLDADO RYAN. Também tenta ser um filme de drama. Idem. Não acabou me agradando em nenhum dos dois gêneros. Apesar da super produção, o filme é manjado e, às vezes, ingênuo demais pro meu gosto. Na parte final, até que ele tenta dar uma engrenada, mas pára por aí. O filme é sobre dois irmãos que são recrutados pelo exército da Coréia do Sul para enfrentar os vizinhos do norte. Na guerra, o irmão mais velho faz de tudo para proteger o caçula e faz um trato com o comandante: caso ele ganhe uma madalha de bravura, o irmão mais novo é mandado de volta para casa. Então, o cara vira um kamikase...

O CASTELO ANIMADO (HOW´S MOVING CASTLE)
Mais uma bela produção do mestre Hayao Miyazaki. Um garota recebe um feitiço de uma bruxa e se tranforma numa velhinha. Para desfazer o feitiço ela vai até o Castelo de um poderoso feiticeiro chamado Haruu. Lá, acaba se encantando com o misterioso castelo com suas maluquices e seus moradores. Não chega a ser um clássico como A VIAGEM DE CHIHIRO, mas não deixa de ser uma viagem fantástica cheia de cores e personagens formidávies, fazendo do filme um sonho que você torce para não ter fim.

O OPERÀRIO (THE MACHINIST)
Christian Bale é Trevor Reznik, um perturbado operário de uma metalúrgica suja e decadente. O cara tá só o pó e osso! Não dorme há um ano, traumatizado por um passado não muito bem esclarecido - e por que não o presente também? Sua vida se resume a broncas do chefe, trepadas com uma prostituta (Jennifer Jason Leigh) e jantares numa lanchonete do aeroporto, onde nem toca na comida. Um dia, chega em casa e encontra bilhetes com mensagens sinistras. Isso se repete noite após noite até encontrar na sua geladeira um post it com um jogo de forca. O cara mergulha numa paranóia incessante achando que alguém está perseguindo-o. Para ele, todos são suspeitos. E o qual seria a palavra-resposta do jogo de forca e a conexão com Trevor? Um filme que lembra os melhores episódios do ALÉM DA IMAGINAÇÃO. Bakemon recomenda uma conferida, principalmente pelo visual sujo e podre do filme e também pela inusitada atuação de Bale, que perdeu só 1/3 do seu peso normal para fazer o papel do paranóico.

A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATE
Cara, sou suspeito pra falar desse filme, pois sou fanzão da versão original, por isso não vou entrar em detalhes. Mas até que Tim Burton não fez feio. O remake é bonzinho é super agradável de se assistir. Em tempos onde histórias infantis são desfigurados em nome da babaquice social-comportamental-da-modernidade-para-bons-costumes, histórias do gênero com elementos sinistros que soam sombrios e maquiavélicos são bem-vindos. Claro, tem o velho "moral da história", mas a maldade infantil continua lá!



 Escrito por Bakemon às 11h18
[ ]



Chan-Wook apronta mais uma

Em certos filmes, quando acabam, se leva um tempo até apertar o botão stop ou eject do aparelho de DVD. Nesse momento, algumas palavras vêm à cabeça, como carai, PQP etc. Ou até o instinto de apertar o play novamente. Recentemente, aconteceu um desses casos quando Bakemon assistiu ao JSA - Joint Security Area, do Park Chan-Wook, o mesmo cara do OLD BOY e outras obra-primas sobre vingança. O filme, carrega um forte tom político e pacifista, mas acima de tudo é um filme sobre amizade, que chega até mesmo a emocionar em alguns momentos, mas sem babaquices ou pieguices. É impossível dizer como é o filme sem entrar em alguns spoilers. Bakemon tentará ser o mais direto possível: depois do término da guerra, a Coréia foi dividia em duas, a comunista do norte e a capitalista ao sul. Para evitar maiores problemas, foi criada uma zona neutra entre os dois países controlada por organismos internacionais. Essa zona foi batizada de JSA. Mas isso não impediu que essa área se tornasse um verdadeiro barril de pólvora. Uma noite, um incidente no lado norte, envolvendo militares dos dois países, fez com que a frágil normalidade fosse quebrada. Então, uma militar da Suécia, descendentes de coreanos, foi designada para escalarecer o caso. Por alguma razão, os soldados dos dois países não querem contar a verdade e inventam histórias que não batem, acusando o lado oposto de ter começado a confusão, resultando numa investigação nebulosa e traumatizante para todos. No decorrer no filme, Chan-Wook vai mostrando imagens em flashbacks contando realmente o que houve. Esses flashbacks (spoiler->) contam uma história de crescente amizade entre quatro soldados dos dois lados que terminou na tragédia em questão. E o orgulho, a vergonha ou até mesmo a ignorância, faz com que eles escondam isso. Enfim, é um baita filme com um roteiro excelente, ótimas atuações e uma direção primorosa que deixou Bakemon preso na tela durante todo o filme, resultando naqueles sintomas que disse no começo desse texto. É isso aí! Park Chan-Wook, mais um cara que é o "cara"!

CONFLITOS INTERNOS
Fui até a locadora para matar a curiosidade sobre o filme chinês CONFLITOS INTERNOS (Infernal Affairs). E até que o filme me surpreendeu muito bem. Um trama bem interessante. Um policial infiltrado na máfia e um cara da máfia infiltrado na polícia se trombam numa investigação. E uma das missões deles é descobrir o espião do lado oposto. Um filme de gato e rato que garante bons momentos de divertimento com altas doses de tensão. Só o final — moralista e arrastado demais pro meu gosto — que estraga um pouco o filme. Mas vale a pena conferir.

ACERVO ATUALIZADO
Aproveitem e dêem uma olha no acervo para trocas que acabei de atualizar. Muitas porradas novas! Japoneses e asiáticos em geral, europeus, americanos, latinos entre outros. Confiram no link à esquerda.



 Escrito por Bakemon às 12h26
[ ]



[ ver mensagens anteriores ]